1963: Clubes dizem “não” à TV e a Medina

Não tendo grandes salas em seu escritório – pelo menos foi a explicação dada para a divisão dos clubes em duas reuniões- o presidente da Federação Carioca de Futebol, Antônio do Passo, conversou ontem às 14 horas com o grupo dos grandes e, às 17 horas com os pequenos. Assunto, a transmissão do futebol pela TV e a proposta de Abrão medina, que patrocinaria os dos nº 1 do campeonato, pagando 5 milhões por semana. Nas duas oportunidades os clubes, por unanimidade, foram contrários ao televisionamento jogos em 1963, admitindo que o assunto possa ser reaberto.