1ª fase – 8º jogo: Tupi-MG vence Aracruz e inicia contagem regressiva para Série C

Pela última rodada da fase de classificação da Série D, o Tupi-MG venceu de virada o Aracruz por 2 a 1, na tarde deste sábado, no  Estádio Municipal Radialista Mário Helênio, diante dos mais de 700 torcedores que marcaram presença. Mesmo com a situação resolvida, a equipe juizforana não deu moleza para os visitantes, que já estavam eliminados. Agora, a equipe mineira enfrenta o Aparecidense, segundo colocado do grupo A5, nas oitavas de final da  competição nacional. Os jogos serão no dia 1º e 8 de setembro.

Jogando em casa, Tupi-MG vence Aracruz de virada

O jogo começou equilibrado. Até os 10 minutos, as equipes se estudavam,  mas não conseguiram criar um lance claro de gol. Os times mostraram que aprenderam bem as lições da estreia no Espírito Santo: o Tupi-MG fez marcação cerrada no meio-campo Bombom, que marcou três vezes no Carijó. Por outro lado,  o Aracruz não descuidou de Ademílson, artilheiro da série D com oito gols.

Em um cruzamento de Núbio Flávio, o goleiro Paulo Vitor deixou a bola escapar, mas ninguém do Carijó conseguiu aproveitar a chance. A partir daí, o Tupi-MG começou a tomar a iniciativa do jogo e criar mais oportunidade.  Pela esquerda, Wesley tocou para Ademilson, que teve o chute bloqueado na zaga. Em seguida, Ademílson cabeceou para fora após cruzamento da direita. Em contra-ataque pela esquerda, após passe de Wesley, Maicon tinha a chance, mas preferiu fazer um passe para Ademilson que, novamente, não alcançou. No escanteio seguinte, Aracruz afastou o perigo.

Apesar de o Tupi-MG  controlar o jogo, acabou sendo surpreendido pelo Aracruz. Aos 29 minutos,  o time capixaba chegou ao ataque pela primeira vez. A pós receber cruzamento de Breno pela esquerda, o atacante Sidinei teve paciência para driblar a defesa Carijó e chutar no canto direto do goleiro Vitor: Aracruz 1 x 0 Tupi-MG.

Não demorou para o empate aparecer. Aos 35 minutos,  o goleiro Paulo Vítor  tentou afastar, mas a bola caiu nos pés de Wesley que, da meia lua da grande área, fez um belo gol de cobertura. E a virada veio aos 41 minutos. Genalvo roubou a bola do adversário e serviu Wesley, que conseguiu cruzar e fazer a estrela de Ademílson brilhar – nono gol do artilheiro carijó na série D.

Segundo tempo

O Tupi -MG começou o segundo tempo no ritmo do final da 1ª. etapa: pressionando o Aracruz. Os visitantes responderam em um contra-ataque, que Bombom chutou à direita do gol de Victor.  Mesmo com a situação garantida, o Carijó tentou com cruzamentos na área. Os jogadores procuravam o artilheiro Ademílson, mas a defesa capixaba não dava espaços.

Em um contra-ataque,  o zagueiro Fabrício Soares fez falta e levou cartão amarelo. Bombom, artilheiro da equipe visitante, tinha a chance de igulaar, mas cobrou por cima do gol de Victor.  Em outra trama de ataque, aos 33, foi a  vez de Ademílson arriscar e chutar forte, mas o goleiro Paulo Vitor defendeu com segurança.  Outras oportunidades foram criadas, mas o Tupi-MG preferiu controlar o jogo e deixar o relógio correr a favor.

 Equipes:

Tupi-MG: Victor Souza, Henrique (Dwann), Rafael Vítor, Thiaguinho, Maicon Douglas, Fabrício, Genalvo, Adriano Felício (Rafael Toledo), Wesley, Núbio Flávio (Magnum) e Ademílson.

Aracruz: Paulo Vítor, Carlos Santos, Diogo, Eron, Léo Gonçalves, Ruan (Tabata), Breno, Madisson, Moises (Ivan), Bombom (Wesley) e Sidinei.

Gols: Sidinei (29 min. 1º T), Wesley (35 min. 1º T), Ademílson (41 min. 1º T),
Público pagante: 503
Publico presente: 788
Renda: R$6.500