2012: Jogador amputado consegue autorização da FIFA para atuar com prótese na perna

O sonho do austríaco Martin Hofbauer de ser jogadores de futebol profissional quase foi interrompido em março de 2012. Com um câncer na perna direita, que o obrigou a amputá-la, ficou um ano inteiro lutando contra o preconceito e pedindo uma autorização para a Fifa para jogar em campeonatos profissionais pelo UFC Miesenbach, da Áustria. E após um ano, a entidade aceitou o pedido do jovem de 20 anos.

O garoto demorou dois meses para experimentar pela primeira vez a prótese. Pelo fato de sempre chutar com a perna esquerda, Martin foi obrigado a se acostumar e aguentar usar a prótese, e só conseguiu voltar aos gramados em outubro de 2012. O primeiro jogo que ele atuou com autorização aconteceu na sexta-feira.

– É um grande alívio para mim. Eu estava muito confiante, principalmente com o apoio que recebi. No final, para mim é um sonho, uma realização. Um jornalista de um jornal pequeno me chamou e me disse a notícia. Então, eu verifiquei a minha conta de e-mail e descobri um e-mail recente da ÖFB Nela também foi informado que a minha permissão para jogar imediatamente – contou ao site austríaco “Liga Portal.at”.

O jogador ainda não é capaz de jogar um campeonato inteiro, porque em novembro foram detectadas metástases nos pulmões, e por isso ele tem feito quimioterapia. O tratamento o deixa debilitado e cansado, fora que ele está se habituando a correr e chutar com a perna mecânica. Mas nada que o faça desistir.

– Foi um sentimento incrível ser capaz de treinar mais uma vez e jogar de novo. Quando fiz a operação eu sabia que perderia a perna, e foi o pior dia da minha vida. A reabilitação foi complicada. Na primeira parte focamos no músculo, depois era eu conseguir ser capaz de correr novamente. Nunca imaginei que fosse possível. Agora, meu próximo desejo é ser capaz de terminar um campeonato novamente – falou Martin, que vai fazer uma nova avaliação em junho.