Adriano esconde peso, mas comenta sobre Bruno: ‘Ainda é um amigo meu’

Atacante concede a primeira coletiva desde que iniciou os treinos no Roma

Por GLOBOESPORTE.COM – Riscone di Brunico, Itália

Adriano sorri durante a coletiva: atacante deixou claro que está muito feliz no momento (Foto: EFE)

Pela primeira vez desde que começou os treinamentos de pré-temporada, Adriano conversou com os jornalistas em entrevista coletiva. O Imperador respondeu a todo tipo de pergunta, inclusive as pouco agradáveis em Riscone di Brunico, onde o Roma faz sua preparação. Dentre os principais assuntos, estavam o peso do atacante e o caso do goleiro Bruno. Sobre o peso, mistério, mas sobre a polêmica com o ex-companheiro, suspeito de ter assassinado a ex-amante, Adriano não ficou em cima do muro.

– (Bruno) ainda é um amigo meu. É uma história triste, difícil de julgar. Com o time e os companheiros ele era um cara normal. Não sei se é culpado ou inocente, só ele sabe a verdade – avaliou o Imperador.

A julgar pelas imagens, Adriano ainda está um tanto longe de chegar a seu peso ideal. Talvez por isso o camisa 8 do Roma tenha saído pela tangente ao falar sobre o assunto.

– É inútil dizer o quanto peso, é preciso ver dentro de campo. Estou parado há quase três meses, mas estou contente e trabalhando bem. A minha forma será vista em campo. Seguramente para o início do campeonato estarei bem, se não 100%, ao menos perto da forma ideal – disse Adriano, que fará seu primeiro jogo oficial pelo Roma em 21 de agosto, contra o Inter de Milão, na final da Supercopa da Itália.

Por fim, Adriano voltou a frisar o quanto está feliz pela nova oportunidade que está tendo num time de ponta do futebol europeu e fez questão de rasgar elogios ao Roma.

– O Roma representa muito. Vou demonstrar que ainda sou um grande jogador. Encontrei todo o clube como uma família, companheiros fantásticos e me senti em casa. Desde que cheguei, pude sentir a harmonia que se respira. Acho que podemos nos sair bem. Estou convicto de que podemos fazer uma boa temporada e de que podemos vencer qualquer título.