Após briga no domingo, Atlético de Madrid expulsa torcida de seu estádio

Torcida Frente Atletico foi banida do estádio Vicente Calderón (Foto: Gonzalo Arroyo Moreno / Getty Images)

O Atlético de Madrid anunciou nesta terça-feira que baniu a torcida organizada “Frente Atlético” do estádio Vicente Calderón, além de ter expulsado oito sócios de seu quadro. A decisão foi tomada depois que a polícia entregou ao clube um relatório sobre a briga entre torcedores do Atlético e do Deportivo La Coruña, no último domingo.

Três horas antes do confronto entre as duas equipes no último domingo, uma briga entre torcedores tomou conta das ruas de Madri por cerca de uma hora, deixando um morto e 11 pessoas feridas. É estimado que 200 torcedores tenham participado do conflito, com 14 pessoas presas e outras trinta identificadas pela polícia.

O Atlético de Madrid declarou que formou uma comissão para analisar o acontecido, trabalhando em colaboração com as forças de segurança. No relatório recebido pelo clube, 15 das pessoas identificadas disseram ser torcedores colchoneros, sendo oito sócios, que foram expulsos dos quadros do clube, sem a possibilidade de retorno.

O clube afirmou que novos torcedores ainda podem ser punidos, já que a investigação ainda está aberta, e destacou que não tem poder para dissolver a “Frente Atlético”, mas declarou que ela não é mais reconhecida como torcida oficial do time, que o Atlético não terá mais relação com ela e que impedirá a exibição de bandeiras e símbolos deste grupo.