Bonsucesso: Campeão Taça Santos Dumont

Jogadores comemoram o título da Taça Santos Dumont

Bonsucesso é campeão do primeiro turno da Série B do Campeonato Carioca
2013. O Leão da Leopoldina bateu a Cabofriense por 1 a 0, na tarde deste
sábado, no Estádio Moça Bonita, na Zona Oeste do Rio, e conquistou uma vaga
no triangular final da competição. O feito coloca o time próximo da volta à
elite do futebol carioca.

Reza o ditado popular que um bom time se começa por um bom goleiro. O
Bonsucesso viveu essa máxima durante os jogos finais da Taça Santos Dumont.
Na partida de semifinal, Santiago garantiu o empate em 0 a 0 que
classificou o Cesso para a final contra a Cabofriense. Novamente com a
vantagem do empate, o arqueiro do time carioca segurou o resultado até sua
equipe abrir o placar e liquidar a partida.

O único gol da partida foi marcado por Camilo, aos 26 minutos da segunda
etapa, após uma falha do setor defensivo do Tricolor Praiano.

Cabofriense sai para o jogo
Sabendo que precisava de pelo menos um gol, a Cabofriense começou o jogo
disposta a pressionar o Bonsucesso. Logo aos seis minutos, Ramon, de três
dedos, achou Eberson de frente para o goleiro Santiago. Na finalização,
Santiago ainda desviou e a zaga do Cesso aliviou. Assim como na partida de
semifinal contra a Portuguesa, o Bonsucesso aproveitava a vantagem do
empate, abusava dos contra-ataques pela esquerda e falhava no passe final.
Após o tempo técnico, o Bonsucesso equilibrou o volume de jogo. A partida
ficou concentrada no meio-campo, com as duas equipes errando muitos passes.
No entanto, quem assuntou novamente foi a Cabofriense. Bruno Andrade
recebeu dentro da área e descobriu Leandro surgindo em velocidade pela
esquerda. O lateral recebeu, mas chutou muito mal.

Santiago salva, e Bonsucesso abre o placar
A vantagem do empate transformava o tempo em um grande amigo do
Bonsucesso, que evitava correr riso. Do outro lado, para a Cabofriense, o
relógio era o grande vilão. Precisando desesperadamente abrir o placar, o
Tricolor Praiano repetiu a dose da primeira etapa e tentava encurralar o
adversário.
Aos sete minutos, Roy sacou Ramon e Abedi para tentar dar mais velocidade
à Cabofriense. Aos nove minutos, Alex Silva, que havia acabado de entrar,
bateu escanteio fechado e quase surpreendeu o goleiro Santiago, que
conseguiu se recuperar a tempo e tocar para a linha de fundo. Logo em
seguida, Pessanha bateu falta com violência da intermediária e, novamente,
Santiago fez bela defesa.
saiba mais
Autor do gol da final, Camilo diz que título do Bonsucesso não é surpresa
Técnico da Cabofriense lamenta a atuação e diz: ‘Hoje foi um dia negro’
Confira a tabela de classificação da Série B do Campeonato Carioca
O jovem Alex Silva entrou disposto. Após confusão na área do Bonsucesso,
ele pegou a sobra e emendou uma bomba para mais uma boa defesa de Santiago.
E quando o gol da Cabofriense parecia inevitável, o Bonsucesso chegou ao
gol. Em contra-ataque rápido pela esquerda, Leandro cruzou. A bola parecia
fácil para a zaga do Tricolor Praiano, mas um desvio de Silvano e a bola
sobrou livre para a finalização de Camilo, inapelável para o goleiro
Jefferson, aos 26 minutos.
O gol foi um balde de água fria para o time da Região dos Lagos, que viu o
Bonsucesso tomar o controle do jogo e administrar o resultado até o fim
para conquistar o título da Taça Santos Dumont e conseguir a classificação
para o triangular final da Série B do Campeonato Carioca.

Bonsucesso