Collor indgnado

Revista Placar na edição ´´Os 500 maiores times do brasil“

 Em 1976, Fernando Collor de Melo assumiu a presidência do CSA com a seguinte promessa: ´´Minha gente, vencermos o campeonato estatual e ficaremos com a vaga alagoana do Brasileiro“. Só que o CRB foi o campeão daquele ano. Para o presidente não passar por mentiroso, diretores do CSA propuseram ao CRB uma melhor de três para ver quem disputaria o Brasileiro. O CRB contava com um timaço e topou na hora. Mas advertiu que só entraria em campo com arbitragem carioca – o que foi providenciado. Um diretor do CSA telefonou para o árbitro Rubem de Souza Carvalho, do Rio. Identificou-se como cartola do CRB e tentou montar-lhe a mão. Carvalho ficou indignado e ´´apitou“ pro CSA, que venceu por 3-2. Os cartolas do clube juram que Collor não sabia da tramóia. Contam até que o ex-presidente, ao tomar conhecimento da armação, demitiu toda a diretoria de futebol, pois não admitia desonestidade. No futebol não, de jeito nenhum.