Com finanças no vermelho, energia elétrica é cortada no CT do Tupi

Três jogos, duas vitórias e a liderança do do grupo A6 da Série D do Campeonato Brasileiro. Dentro de campo, tudo bem com o Tupi-MG. Mas, fora dele, mais uma vez o clube sofre com problemas financeiros. Desta vez, a energia elétrica no CT de Santa Terezinha foi cortada.O motivo: atraso de cerca de quatro meses no pagamento.

– Não há milagre com o orçamento. Se há um desequilíbrio entre receita e despesa, contas vão acumular. Às vezes, com um simples atraso de recebimento de alguma verba, você compromete não só a luz, mas todas as despesas ordinárias que têm para manter. O Tupi-MG não consegue crescer em termos de agregar mais recursos financeiros – disse o presidente, Áureo Fortuna.

Em 2012, problemas extracampo ajudaram a derrubar o Tupi-MG na campanha da Série C, que culminou com o rebaixamento. Sem recursos, tudo fica mais difícil.

– O Tupi-MG, entre altos e baixos, está sempre aí mostrando o seu trabalho, a sua marca. É triste, mas quando o Tupi-MG teve uma das maiores vitórias da sua história, pensava-se que iríamos conseguir agregar mais recursos, mas foi um engano – lamentou o presidente.

O desafio agora é impedir que a boa campanha na Série D seja afetada. O presidente garante que com os salários não há problemas. Neste sábado o time enfrenta o Nova Iguaçu em casa e, mais do que nunca, precisa do torcedor. Um apoio que vale tanto para o time quanto para o clube.

– A única coisa que o Tupi-MG tem para vender é ingresso. E pra isso dar resultado, o torcedor é extremamente importante. Quando você tem o torcedor, esse dinheiro se torna complemento para o custeio ordinário das despesas – reforçou Áureo Fortuna.

A partida contra o Nova Iguaçu será às16h, no estádio Radialista Mário Helênio. Os ingressos estão à venda: R$ 20 e R$ 10,meia, para menores de 12 anos, maiores de 60 e estudantes, com a apresentação de documento específico na compra e na entrada do estádio.