Com tumulto e seguranças armados, presidente do Haiti ergue o troféu

O presidente do Haiti, Michel Martely, esteve presente na exposição da Taça da Copa do Mundo na capital do país, Porto Príncipe. A visita do mandatário geral do país no evento aberto ao público causou certo tumulto no entorno do ginásio Vincent, local escolhido para a mostra do troféu. Com uma comitiva com militares fortemente armados com fuzis e revólveres, a entrada do presidente no local foi complicada devida a falta de estrutura no local, e o comportamento hostil por parte da população e dos seguranças, mas nenhum incidente grave foi registrado. Preocupados com o alto índice de violência no país, a equipe de segurança da Taça da Copa também redobrou a atenção para garantir a integridade do troféu e evitar situações inesperadas.

Já dentro do ginásio, o presidente posou para fotos segurando o troféu, e falou sobre a importância da visita ao país.

– É importante para mostrar ao mundo que o Haiti é um país que ama o futebol. Talvez um dia consigamos ganhar a Copa do Mundo. Eu sei que é um sonho distante, mas tudo começa com um sonho – disse Martely aos jornalistas que se espremiam por um espaço na pequena sala reservada para o encontro do mandatário com o objeto.

Presidente do Haiti, Michel Martely, segura a taça da Copa do Mundo

Fonte: Revista Placar, Jornal dos Esportes, Jornal do Brasil, Jornal o globo, Tribuna de Minas e Arquivo Pessoal Márcio Guerra