Estádios de Futebol: Outros Estádios

Palcos pelo país afora

No Brasil, há sempre um lugar para o torcedor. Goianos, baianos, paranaenses e pernambucanos também podem ter orgulho de seus campos

-Serra Dourada, em GoiAás: o excelente gramado já atraiu a Seleção e até clássicos entre grandes de outros Estados.

-Fonte Nova, na Bahia: de instrumento nas mãos dos militares à identificação com o povo baiano.

-Couto Pereira, o maior do Paraná: pertence ao Coritiba, mas o recorde de público é atleticano.

-O arruda, orgulho do Santa Cruz: entre os grandes estádios particulares do país.

Alguns, como Arruda, do Santa Cruz, nasceram do sonho particular de ter um estádio tão grande e tão moderno quanto o dos maiores clubes do sul do país. Outros, como o caldeirão do Diabo, do Atlético Paranaense, guardam os mistérios e tradições do futebol que nem a construção das modernas praças de esporte, como o Couto Pereira e o Pinheirão, conseguiram apagar da memória do torcedor curitibano. Há ainda aqueles que foram ampliados como exemplos das realizações de governos autoritários e acabaram caindo no gosto do povo por seus próprios méritos, como a Fonte Nova, na Bahia. Ou seguem como raro exemplo de conservação. É o caso do Serra Dourada, de Goiás.

Frutos de boas ou duvidosas intenções, é certo que nenhum outro lugar do mundo dedica tanto espaço para quem se interessa em acompanhar partidas de futebol. Uma gigantesca prova da importância que o esporte ocupa no coração do brasileiro, more ele em qualquer outro ponto do país.