Fiel até Morrer

‘ É meio mórbido, mas o pessoal gosta”. Quem diz isso é Arany Marchetti, dono da funerária Ossel na cidade paulista de Sorocaba. Ele acaba de lançar uma linha de caixões com distintivo dos principais clubes de futebol. Estão representados 25 time de todo país. Preço: R$ 1 mil, incluindo transporte e arranjo de flores. E a ideia parece que foi mesmo bem aceita: 500 pessoas já encomendaram à funerária caixões com os emblemas e cores de seu time. Na quarta-feira 18 a primeira urna uniformizada foi vendida. O torcedor que morreu era corintiano

ISTOÉ – Como surgiu a ideia ?
Marchetti – As famílias costumam colocar sobre o caixão a camisa do time para o qual o morto torcia. Mas na última horas ás vezes difícil de arrumar.
ISTOÉ– E como as pessoas receberam a novidade?
Maarchetti – Quem é fanático por futebol  gostou. A morte é coisa certa e a família quer sempre atender o desejo do morto.
Fonte: Revista Placar