Morumbi: Números e curiosidades

Dois massacres tricolores: O São Paulo aplicou as duas maiores goleadas da história do Morumbi. Pelo campeonato Paulista de 1965 ganhou de 8 x 0 do Noroeste. Cinco anos mais tarde, repetiu o marcador em um amistoso contra o Mitsubishi do Japão; A partida com maior número de gols também foi tricolor; Mas, desta vez, o São Paulo levou a pior: perdeu de 6 x 5 para o Santos, na temporada de 1961.

A torcida joga junto com o craque:

A distância do gramado incomoda um pouco, mas tem suas vantagens. O ângulo de visualização do Morumbi é imenso e permite ao torcedor que conheça todas as possibilidades para o desfecho da jogada. O atacante que faça a jogada certa.

Um gol do juiz para o verdão:

Um gol do juiz José de Assis Aragão, em 1983, a favor do Palmeiras, empatou em 2 x 2 o clássico contra o Santos. O chute de Jorginho resvalou no pé do árbitro no último minuto e venceu o goleiro Marolla. Nem os palmeirenses entenderam.

O rei ficou no branco:

Nenhum outro banco de reservas teve o privilégio semelhante. Foi no Morumbi que Pelé vestiu a camisa 13 de reserva da Seleção, em 26 de abril de 1970, contra a Bulgária. Só entrou na segunda etapa, mas não teve tempo de mudar o marcador de 0 x 0. Serviu como lição. Dois meses depois o Brasil era tricampeão do mundo, com ele, o Rei.

A festa do jogo 1000:

Em 1987 São Paulo e Corinthians empataram em 3 x 3 e festejaram a milésima partida do estádio. Esqueceram-se de contar as rodadas duplas. Na verdade, aquele foi o jogo 1 009. O milésimo aconteceu dois meses antes, na vitória por 3 x 2 do São Paulo sobre o Botafogo.

O tabelão do jogo

São Paulo 1

Sporting 0

Local: Morumbi (São Paulo);

Juiz: Olten Aires de Abreu;

Renda: Cr$ 7 868 400;

Público: 56 448;

Gol: Peixinho 12 do 1º

SÃO PAULO: Poy, Ademar e Gildésio; Ribeiro. Sátiro e Vítor; Peixinho, Jonas (Paulo), Gino, Gonçalo (Cláudio) e Canhoteiro. Técnico: Flávio Costa

SPORTING: Aníbal, Lino e Hilário; Mendes, Morato e Júlio; Hugo, Faustino. Figueiredo (Fernando), Diego (Geo) e Seminário.

Técnico: Alfredo Gonzales

MARCADOR ELETRÔNICO SE DIVERTE

Em 1984 o Corinthians vencia o Flamengo por 4 x 1 quando o operador do placar eletrônico, Emerson Heidi Yto, resolveu brincar: colocou os horários da ponte-aérea, sugerindo a volta do Flamengo para o Rio. Os corintianos deliraram, mas a CBF mandou uma advertência.

MORUMBI

Nome oficial: Cícero Pompeu de toledo

Capacidade: 130 000

Data de inauguração: 2/10/1960

Primeiro gol: Peixinho, do São Paulo

Dimensões do campo: 110 x 75 m

Endereço? Praça Roberto Gomes Pedrosa, nº 1

JOGOS E PÚBLICO EM 33 ANOS

ANO                    PÚBLICO TOTAL               Nº JOGOS                  MÉDIA

Década/60……. 2 514 489…………………..159……………..15 814

Década/70….13 516 679………………….421……………….32 106

Década/80…..14 308 718………………….510……………….28 056

1990…………….627 453……………………….38……………….16 511

1991…………….1 001 341……………………..38……………….26 351

1992……………..1 370 560……………………..48………………28 553

1993*…………….235 377…………………………..9……………..26 153

TOTAL……………..33 574 617………………….1 223…………..27 452

Obs.: Nos 1 223 jogos realizados no Morumbi foram marcados 3072 gols. o que dá a média de 2,51 por partida

*Até São Paulo 0 x 0 Palmeiras, em 14/03/93