Neymar volta ao time. Dorival sai. E Peixe, em crise, pega Timão na Vila

Treinador foi demitido pelo Santos por ter se recusado a relacionar a estrela, que agora joga clássico. Sem Ronaldo, Corinthians tenta escapar

Por GLOBOESPORTE.COM – São Paulo e Santos

Dorival Júnior não resistiu à força de Neymar. Garoto joga clássico (Foto: Ag. Estado)

De um lado, um time em crise. Do outro, um líder que tenta abrir vantagem.  Santos e Corinthians se enfrentam nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), na Vila Belmiro, em momentos totalmente distintos. Sem mais o técnico Dorival Júnior, demitido na última quinta-feira à noite porque se recusou a escalar Neymar, a estrela da companhia, o Peixe junta os cacos para tentar derrubar o Timão, que não terá Ronaldo, machucado.

O Timão assumiu a liderança na última rodada, após ultrapassar o Fluminense, e tenta embalar rumo ao título nacional. Mesmo sem Ronaldo, que segue machucado, as boas atuações da equipe nas últimas partidas encheram o elenco de confiança. A força do meio-campo corintiano, que contará com a volta de Jucilei, além da boa fase de Elias, é um dos destaques do time.

Já o Peixe espera superar a turbulência. Dorival havia decidido deixar o jovem atacante fora da partida mais uma vez, mantendo a punição pela rebeldia do atleta diante do Atlético-GO. A diretoria santista, que havia combinado com o técnico que o garoto seria reintegrado ao elenco, resolveu mandar o treinador embora. Neymar, por sua vez, está reintegrado e vai para o jogo. O auxiliar Marcelo Martelote, técnico do time sub-23, vai dirigir a equipe.

O GLOBOESPORTE.COM acompanha em Tempo Real, com vídeos. O Premiere Esportes transmite a partida para todo o Brasil e a TV Globo para os estados de SP (exceto Santos), PR, GO, TO, MS, MT, PE, CE, MA (exceto Balsas), PA (exceto Santarém) e PE (exceto Recife), além das cidades de Varginha/MG, Uberlândia/MG, Ituiutaba/MG e Araxá/MG.

O gaúcho Carlos Eugênio Simon apita o jogo, auxiliado pelo baiano Alessandro Rocha Matos e pelo catarinense Carlos Berckenbrock, todos credenciados pela Fifa.