Nigéria faz dever de casa, derrota a Etiópia e é a primeira africana na Copa

Campeã da última Copa Africana de Nações, a Nigéria é também a primeira seleção africana classificada para a Copa do Mundo de 2014. A confirmação veio neste sábado com o dever de casa cumprido: vitória por 2 a 0 sobre a Etiópia, no Estádio U. J. Usuene, em Calabar. Os gols foram marcados por Moses e Obinna (ex-Internacional), um em cada tempo.

As Superáguias, desta forma, garantem a sua quinta participação em Mundiais. Desde 1994, a equipe africana só ficou fora da edição de 2006. O Brasil não será exatamente uma novidade, já que os comandados de Stephen Keshi disputaram a Copa das Confederações ainda neste ano – foram eliminados na primeira fase depois de derrotas para Uruguai e Espanha.

Victor Moses abre o placar para a Nigéria de pênalti: Superáguias estão na Copa do Mundo

Por enquanto, apenas duas seleções africanas garantiram suas respectivas vagas na Copa. Além da Nigéria, a Costa do Marfim também se classificou após empatar em 1 a 1 com Senegal neste sábado. Como havia vencido por 3 a 1 em casa, a seleção de Didier Drogba estará no Brasil. Camarões x Tunísia (domingo) e Egito x Gana e Argélia x Burkina Faso (ambos na terça) são os outros confrontos do continente.

Sobram apenas nove vagas para a Copa de 2014. Além das três africanas restantes, há ainda quatro seleções europeias e duas de repescagens mundiais – Uruguai e México são favoritíssimos após golearem Jordânia e Nova Zelândia, por 5 a 0 e 5 a 1, respectivamente. Todas as decisões serão realizadas até quarta-feira.

Antes mesmo de a bola rolar, a Nigéria já contava com uma importante vantagem. No jogo de ida, disputado há um mês, a equipe derrotou a Etiópia no Estádio Addis Adaba, por 2 a 1, de virada. Os dois gols foram anotados na ocasião por Emenike, um dos destaques do time com o goleiro Enyeama (Lille), o volante Obi Mikel (Chelsea), o meia-atacante Moses (Liverpool) e o atacante Musa (CSKA).

BOLA PARADA DEFINE VITÓRIA

A vitória deste sábado começou a ser construída logo aos 18 minutos, quando Hailu cortou um cruzamento à meia-altura com a mão, em lance casual. Como estava dentro da grande área, o árbitro Bakary Papa Gassama assinalou a penalidade. Moses deslocou o goleiro Bancha e abriu o placar: 1 a 0.

A Etiópia precisaria, então, virar o jogo para ao menos levar o confronto para a prorrogação. Mas sequer conseguia criar muito perigo contra o gol de Enyeama. Quem acabou definindo a classificação foi a própria Nigéria. Com a contribuição de Bancha, Victor Obinna, o substituto de Moses, marcou em falta aos 37 minutos da etapa final.

Melhor que Eto’o? Obinna fechou a conta para a Nigéria

Obi Mikel tenta levar a Nigéria ao ataque contra a Etiópia: volante do Chelsea é um dos destaques do time