Polícia Federal dá 72 horas para chilenos detidos após invasão deixarem o país

Os torcedores identificados como chilenos que tentaram invadir o Estádio do Maracanã nesta quarta-feira têm 72 horas para deixar o país, após determinação da Polícia Federal. A informação foi divulgada pelo Ministério da Justiça. Se não cumprirem a determinação, serão deportados. O órgão afirmou que foram presos 88 torcedores.

“Em relação aos torcedores estrangeiros que invadiram o Centro de Mídia no Maracanã nesta quarta-feira, a Polícia Federal informa que notificou os 88 indivíduos a deixar o país em um prazo máximo de 72 horas”, afirmou o órgão, que destaca que a ação encontra respaldo no Estatuto do Estrangeiro.

O Itamaraty informa que fez contato nesta terça-feira com o Consulado-Geral do Chile, no Rio de Janeiro, alertando sobre o envolvimento de torcedores daquele país na invasão do Estádio do Maracanã. O objetivo do contato foi possibilitar que o consulado chileno prestasse assistência aos torcedores detidos.

Mesmo não sendo responsável pela gestão da segurança no Centro de Mídia, o Ministério da Justiça divulgou nota na noite de hoje sobre o episódio, na qual classificou a invasão como “agressiva”. O órgão destacou que a Polícia Militar do Rio agiu rapidamente para conter a confusão, apesar de não ser responsável pela segurança do local.

“Embora a segurança interna do estádio seja realizada sob responsabilidade dos stewards – seguranças privados contratados pelo COL/FIFA – a Policia Militar do Rio de Janeiro interveio para conter a situação e efetuou a detenção de 85 torcedores”, afirmou o órgão.

Um grupo de torcedores com a camisa chilena foi detido uma hora antes da partida entre Chile e Espanha. Cerca de 200 pessoas conseguiram entrar no estádio depois de destruir uma grande no portão 9 da entrada B. Eles passaram pela sala de imprensa, deixando um rastro de destruição com vidros quebrados e divisórias derrubadas. Ali, 23 torcedores foram detidos por seguranças do estádio. O grupo que conseguiu escapar chegou à arquibancada, e alguns invasores conseguiram entrar no gramado.