‘Quando Deus criou o mundo, desejou o Rio de Janeiro’, elogia Felipão

Do Uzbequistão, técnico comemora escolha da cidade para sediar as Olimpíadas de 2016 e lembra eleição do Cristo Redentor em 2007

GLOBOESPORTE.COM – Rio de Janeiro

Gaúcho de nascimento, Luiz Felipe Scolari demonstrou nesta sexta-feira ser carioca de coração, apesar de nunca ter treinado um clube do Rio de Janeiro. Do Uzbequistão, o técnico se derramou em elogios à cidade e comemorou sua escolha como sede das Olimpíadas de 2016.

– Primeiro, eu gostaria de dizer que, quando Deus criou o mundo, desejou o Rio de Janeiro. Segundo, é com emoção que nós estávamos assistindo pela televisão e ouvimos o anúncio de 2016, o Rio de Janeiro sendo sede das Olimpíadas. Primeiro país sul-americano. Foi uma festa aqui em casa – disse Felipão, por meio de sua assessoria de imprensa.

Treinador do Bunyodkor, no Uzbequistão, Scolari lembrou ainda a eleição do Cristo Redentor como uma das novas Sete Maravilhas do Mundo em 2007, quando, como técnico de Portugal, representou o Brasil na festa em Portugal e recebeu o prêmio.

– Foi uma emoção diferente. Eu não sou do Rio de Janeiro, mas tenho um carinho especial e acho maravilhosa a cidade. Entendo que depois de ter em 2014 a Copa do Mundo e em 2016 a Olimpíada, nós vamos nos preparar de uma forma tão magnífica que vamos superar todos os nossos concorrentes – concluiu.