Sport: Vitória para o futebol

Sport e Tupi iniciam amanhã a decisão do campeonato juvenil deste ano. O torcedor de Juiz de Fora, também em virtude dos times profissionais não terem jogo marcado para o final de semana, estará acompanhando o jogo. Para o Tupi, o título significará uma conquista inédita, pois será o octacampeão da categoria. Para o Sport, além da conquista de um título que não consegue há 15 anos, será a satisfação de tirar o ´´gostinho“ do adversário.

  Ontem os dois times fizeram os preparativos finais. Os garotos estão devidamente motivados  e prometendo vitória. Os torcedores, os que viram os dois times em algum jogo durante o campeonato, sabem que têm tudo para assistir uma partida empolgante e digna de uma final. Enfim, a festa, o clima de decisão já está formado.
  Será muito bom ver o duelo dos dois grandes rivais, mas sem agressão dentro e fora de campo. Os dois técnicos, Lecy e Sidney, não são do tipo que manda o jogador entrar para quebrar o adversário. Mas sempre existem aqueles ´´amigos“ do clube que aconselham a violência quando não partem para ela.
  Seria bom que só se comentasse a respeito do futebol de Helinho (Sport) e Cláudio (Tupi). Mas a violência de alguns jogos e o ´´incentivo“ de pessoas que se dizem desportistas fazem com que seja pedido que seja realmente uma festa essa final. Que rivalidade fique apenas na disputa de cada lance e da vitória. Que ela não chegue ao limite que chegou ultimamente, quando o Tupi entra pelos ´´fundos“ no campo do Sport e por sua vez este não tem vestuário em Santa Terezinha, quando não sofre algumas agressões. Com uma final tranquila, onde o futebol seja o centro das atenções e vibrações  de jogadores e torcedores, o futebol, de Juiz de fora é que está lucrando.
Diário Mercantil 07-11-1981