Tupi: Fortuna e Bittencourt comemoram vitória da ‘moralidade no esporte’

Áureo: diretoria jogou bem fora de campo

“O Tupi hoje é um instrumento de consolidação da moralidade e da ética no esporte”. Esta foi a primeira frase do presidente do Tupi-MG, Áureo Fortuna, em entrevista após o julgamento no Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que manteve a decisão da primeira instância e desclassificou a Aparecidense-GO da Série do Campeonato Brasileiro.

O presidente do Galo Carijó também exaltou o comportamento dos jogadores durante esse período de indefinição em relação ao futuro do time na competição e destacou a atuação da diretoria do clube no caso.

– Estamos muito satisfeitos com o desfecho desse caso. Dirigentes nunca entram em campo para fazer gols e definir jogos, mas desta vez tivemos que atuar com muita vontade fora das quatro linhas para conseguir essa classificação junto com o nosso grupo de atletas guerreiros. Todos eles estão de parabéns por terem mantido o foco nos treinamentos ao longo desses dias para o decorrer da competição – concluiu Áureo.

Bittencourt atuou pela 1ª vez em caso como este

Principal responsável pela vitória do Tupi-MG nos tribunais, o advogado do Fluminense, Mário Bittencourt, classificou como gratificante o resultado do julgamento e agradeceu à cúpula do Galo Carijó pela oportunidade de ter trabalhado pela primeira vez em um caso como este.

– Nunca tinha encarado um desafio desse tipo nesses vários anos no direito esportivo. Foi uma experiência espetacular e fiquei extremamente satisfeito com os resultados nas duas instâncias. Agradeço ao presidente Áureo Fortuna e a toda diretoria do clube, que me confiaram essa incumbência de defender o Tupi. Não foi uma tarefa fácil e isso torna ainda mais gratificante a nossa vitória – afirmou Bittencourt.

O Tupi-MG tem pela frente nas quartas de final da Série D o Mixto-MT, que nas oitavas de final eliminou o Resende-RJ. O primeiro jogo do confronto será no Mato Grosso e terá a data marcada pela CBF após a homologação do resultado do julgamento pela Justiça Desportiva.