Tupynambás: Baeta e Pan Produções assinam parceria hoje à noite

04/07/2007

A diretoria do Tupynambás e os representantes da Pan Produções assinam, hoje à noite, o contrato que oficializa a parceria para a gestão do futebol do clube. O acordo vai seguir os moldes do que foi feito entre fevereiro de 2006 e maio de 2007 com o Tupi.

Já estão definidas as participações dos dirigentes Alemão, que ficará á frente do futebol, e Marcelo Peres, que assume o setor administrativo do clube. Marcelo, inclusive, será o representante do Leão do Poço Rico no arbitral da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro (equivalente, na verdade, à Terceira Divisão), amanhã, em Belo Horizonte.

Jorge Bug, que estava condenando o projeto de retorno do Baeta ao futebol profissional, também pode continuar. Esta e outras situações – como a contratação do treinador e a formação do elenco – serão discutidas em reuniões que devem acontecer ainda nesta semana.

– A Pan é uma empresa que tem, entre seus ramos de atuação, a administração de times de futebol. Vimos no Baeta uma possibilidade de desenvolver um trabalho de base na Terceira Divisão do Campeonato Mineiro. Vamos adaptar o Departamento de Futebol, montar uma estrutura de trabalho e disponibilizar equipamentos para o time poder treinar – disse o diretor geral da empresa, Antônio Braga, que já tem resposta para os torcedores do Tupi que se consideram “traídos”.

– A torcida do Galo tem que entender que a nossa saída do clube não foi por nossa vontade. O que aconteceu foi que não tivemos o apoio que precisávamos para continuar o projeto. O povo de Juiz de Fora deve comemorar, pois agora terá dois times para acompanhar, enfrentar em 2009, isso se o Baeta tiver sucesso – destacou, lembrando que o slogan do projeto é “Tupynambás e Pan Produções – Juntos por Juiz de Fora”.

Foram anunciados os nomes dos primeiros parceiros: Bahamas, GSport e a empresa de conservadoria CJF. Os novos dirigentes esperam ainda respostas das MRS Logística e da Unimed, além da Prefeitura de Juiz de Fora.

– Contamos com o apoio da Prefeitura para desenvolver o projeto, tanto na liberação de verbas mensais quanto em apoio logístico, como na cessão de ônibus para transporte de jogadores – encerrou Braga.