Vasco goleia Tupi em Juiz de Fora

O Vasco encontrou no apoio da torcida de Juiz de Fora, em Minas Gerais,
uma injeção de ânimo após um Campeonato Carioca frustrante – onde caiu na
final do primeiro turno e foi eliminado na fase de grupos do returno. O
amistoso que fechou a temporada de treinos na cidade mineira serviu para
levantar a autoestima do grupo. O time comandado por Paulo Autuori não
precisou de muito esforço para vencer o Tupi por 5 a 1, na tarde deste
sábado, no Estádio Municipal de Juiz de Fora. Destaque da partida, Tenorio
marcou dois gols pela primeira vez num só jogo desde que chegou ao
Cruz-Maltino. Estreante, Edmílson também deixou sua marca no primeiro
contato com a torcida. Renato Silva e Dakson completaram a goleada diante
de um público de 7.790 pagantes (8.213 presentes). A renda do duelo foi de
R$ 117.820.

Com dois gols, Tenorio comanda blitz
Justiça seja feita, o desempenho da equipe considerada titular, que atuou
no primeiro tempo, deve ter animado o técnico do Vasco. O time correu de
forma correta, pressionou o adversário em seu campo defensivo e saiu para o
ataque com velocidade. Em alguns momentos, foi visível a necessidade de
entrosamento, mas foi possível observar resultados positivos após 20 dias
só de treinamentos – incluindo uma semana de férias antecipadas. Empurrado
pela torcida, que foi maioria contra o time local, o Cruz-Maltino não
demorou a abrir o placar: aos 12 minutos, Tenorio tabelou bonito com Eder
Luis e chutou fraco, mas a bola desviou no meio do caminho e enganou o
goleiro Douglas Borges.
A missão vascaína, que já se mostrava tranquila, tornou-se ainda mais
fácil. O time manteve o pé no acelerador e, na velocidade, chegou ao
segundo gol. Num contra-ataque aos 28, Tenorio disparou, recebeu de Dakson
na área, driblou o goleiro e chutou forte para ampliar. O Tupi poucas vezes
ameaçou, e quando o fez, não levou perigo a Michel Alves. Antes do
intervalo, ainda deu tempo de sair o terceiro gol, em nova contribuição de
Eder Luis: o atacante deu na medida para Elsinho, que cruzou na cabeça de
Dakson, aos 46 minutos.

O Vasco voltou para o segundo tempo com apenas três jogadores em relação
aos que começaram a partida. Foi a vez de o goleiro Diogo Silva, o meia
Alisson e o atacante Edmilson estrearem pelo clube. De forma natural, o
ritmo da equipe foi outro, embora ainda houvesse alguma facilidade para
chegar ao ataque. Mas a sorte sorriu diferente para os debutantes. Alisson
mostrou boa movimentação e habilidade com a bola nos pés, mas perdeu um
pênalti aos 29, defendido por Victor Souza. Edmílson, por sua vez,
substituiu Tenorio, mas não fez o papel de centroavante. A não ser no
quesito oportunismo: o atacante, que buscou o jogo pelos lados, foi rápido
numa bola rebatida na área e ampliou.
Já Diogo Silva não foi bem. Aos 13 minutos, o goleiro falhou numa saída de
bola, num lance em que a zaga do Vasco também bobeou. Cassiano foi esperto
e fez o único gol do time da casa. Mas nada que preocupasse. Aos 33, Renato
Silva aproveitou o cruzamento de Fillipe Soutto para fechar a goleada em 5
a 1. Isso porque Victor Souza, com duas grandes defesas no fim, evitou que
a derrota fosse ainda maior.

Autor de 2 gols, Tenorio comemora com seus companheiros

Fonte: Revista Placar, Jornal dos Esportes, Jornal do Brasil, Jornal o globo, Tribuna de Minas e Arquivo Pessoal Márcio Guerra