Volante do Estanciano acusa atacante do Confiança de racismo após derrota

A partida entre Estanciano e Confiança terminou na delegacia. Após o apito final do triunfo por 3 a 2 do time azulino, o volante Oliveira se dirigiu ao atacante Leandro Kível e deu um soco nas costas do rival, mas não foi este o motivo do envolvimento da polícia. Oliveira deixou o Estádio Francão direto para delegacia registrar um boletim de ocorrência contra Leandro Kível. Segundo o jogador do Canarinho, o camisa 9 do Confiança teria proferido ofensas racistas. O B.O. (boletim de ocorrência) não foi registrado, pois o sistema estava fora do ar.

A diretoria do Estanciano preferiu não dar entrevistas, mas confirmou que o jogador foi registrar o boletim de ocorrência. Segundo o clube, Oliveira está abalado e foi liberado para ficar com a família até terça-feira, quando vai oficializar o B.O.

Leandro Kível negou as acusações. O atacante informou que ele foi ameaçado pelo jogador antes da partida e que as ameaças foram cumpridas após o apito final, quando o Confiança venceu.

Oliveira acusa Leandro Kível de ofensas racistas
– Não estou sabendo da queixa policial. Mas tenho minha consciência limpa de que não sou racista e que jamais faria isto. Quem me conhece sabe disso. Na verdade eu fui perseguido o jogo todo, disseram antes que iriam quebrar minha perna. No final, todo mundo viu, o Oliveira me deu um soco – afirmou Leandro Kível.

A diretoria do Confiança informou através da assessoria de comunicação que o clube pode registrar boletim de ocorrência contra Oliveira, por agressão. A decisão sairá nesta segunda-feira após uma reunião com Leandro Kível.

Entenda o caso

O Estanciano ficou na frente do placar por duas vezes, no jogo que definia a liderança do Campeonato Sergipano, mas sofreu a virada nos minutos finais e caiu para a terceira colocação. Após o apito final, Oliveira se dirigiu até Leandro Kível e o agrediu pelas costas. Os jogadores do Confiança prestaram ajuda ao atacante azulino, enquanto Oliveira foi para os vestiários.