2013: 2ª rodada: UFJF 3×2 Sertão Minas/Pirapora

Em uma partida acirrada, o time de vôlei da UFJF conquistou a sua primeira vitória no Campeonato Mineiro de 2013. Os juiz-foranos venceram o Sertão Minas/Pirapora por 3×2 (parciais de 21×19; 20×22; 21×23; 21×11; 15×7). Durante a execução do Hino Nacional, os donos da casa seguraram uma faixa com a frase “Força Tupi. Pela ética no esporte”, em manifestação de apoio ao Tupi, pelo episódio do jogo pelo Campeonato Brasileiro da série D, quando o massagista da Aparecidense-GO impediu o que seria o gol da classificação Carijó.

Torcedor do Tupi, o diretor técnico Maurício Bara, explica que a repercussão do ocorrido serviu de estímulo para o time. “A cidade está toda envolvida e sofrendo com a situação. É a maneira que achamos de mostrar uma forma de apoio pura e sincera. É não só pelo Tupi, mas pela ética no esporte. Já teve situações aqui em que a bola bateu no teto e nós mesmos acusamos. Não basta falar, tem que aplicar”, afirma.

Questionado sobre a partida, Bara reconhece que o time oscilou em alguns momentos do jogo, mas exaltou a recuperação da equipe. “No vôlei, se você oscilar muito vai correr riscos sérios. Tivemos momentos de padrão muito alto e outros de padrão baixo. Mas vale a virada, a recuperação. Isso é importante. Vencer uma partida oficial valendo ponto não é fácil”, enfatiza.

Agora a UFJF volta as atenções para a estreia na Superliga, contra o Sesi-SP, no dia 21, em casa. “Agora é foco. É um jogo diferente. Temos soltar o nosso jogo e tentar algo diferente, porque vamos enfrentar um dos favoritos ao título. Temos dez dias de treinamento para acertar os últimos detalhes”, explica Bara.

Time da UFJF exibe faixa em apoio ao Tupi

Fonte: Revista Placar, Jornal dos Esportes, Jornal do Brasil, Jornal o globo, Tribuna de Minas e Arquivo Pessoal Márcio Guerra