2013: Íbis europeu: San Marino faz primeiro gol em partidas oficiais em cinco anos

Na noite da última terça-feira, San Marino foi goleado pela Polônia por 5 a 1, no Estádio Serravalle, pela 10ª rodada das eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2014. Um resultado aparentemente desastroso para os san-marinenses, especialmente por estarem jogando em casa. Mas um fato curioso foi o suficiente para fazê-los comemorar o placar como se tivessem sido campeões de alguma competição. A seleção comandada por Waldemar Fornalik não marcava um gol em partidas oficiais desde 2008. No mesmo período, sofreu nada menos do que 133 gols. Alessandro della Valle foi o autor do feito histórico e celebrou de maneira alucinante.

Saco de pancadas do futebol mundial, San Marino entrou em campo contra a Polônia tentando se recuperar de uma derrota de 9 a 0 para a Ucrânia. Mas não demorou muito tempo e tomou o primeiro gol logo no início do jogo. Piotr Zielinski abriu o placar para os poloneses aos dez minutos. Alessandro della Valle deixou tudo igual, aos 22 minutos. Eram 15 partidas oficiais sem balançar a rede adversária. A última vítima tinha sido a Eslováquia, em outubro de 2008, nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.

Contra a Polônia, Alessandro Della Valle faz gol histórico para San Marino

Apesar do gol de empate, a virada polonesa veio logo em seguida. Jakub Blaszczykowski recolocou os visitantes na frente. Aos 33 minutos, Waldemar Sobota fez o terceiro. Na etapa complementar, Piotr Zielinski ampliou a vantagem, e Adrian Mierzejewski completou a goleada. Com o resultado, a Polônia chegou aos 13 pontos e ocupa a quarta colocação do Grupo H, ainda tendo chances de ir a Copa do Mundo. Já San Marino é lanterna sem nenhum ponto.

Local: Olímpico di Serravalle
Data: 10/09/2013
Árbitro: Marco Borg
Gols: Alessandro Della Valle, 22′ (San Marino); P. Zielinski, 10′, 66′, Blaszczykowski, 23′, W. Sobota, 34′, A. Mierzejewski, 75′ (Polônia)

header as escalações 2 (Foto: arte esporte)

San Marino: A. Simoncini, F. Vitaioli, G. Bollini, Alessandro Della Valle, M. Palazzi (E. Cibelli), A. Gasperoni (M. Cervellini), L. Buscarini, P. Calzolari, A. Selva, M. Vitaioli, D. Rinaldi (A. Bianchi). Técnico: G. Mazza.

Polônia: A. Boruc, S. Boenisch, P. Celeban, A. Jedrzejczyk, B. Salamon, J. Blaszczykowski (A. Mierzejewski), M. Klich, W. Sobota, G. Krychowiak (P. Wszolek), P. Zielinski, Pawel Brozek (M. Robak). Técnico: W. Fornalik.