2013: Pivô da NBA, após revelação, estará em parada gay em Boston

Após assumir a homossexualidade nesta semana, o veterano pivô Jason Collins, de 34 anos, atualmente no Washington Wizards, vai estar na parada gay de Boston, no dia 8 de junho. A informação é da rede americana CBS. O atleta estará no evento ao lado do ex-colega de quarto da Universidade de Stanford,  Joseph “Joe” Kennedy III, que representa o Estado de Massachussets no Congresso americano.

De acordo com a emissora, ele teria tomado a coragem para assumir sua orientação sexual publicamente após conversar com o amigo Joe, que esteve na parada gay de Boston em 2012, e foi o primeiro congressista abertamente homossexual a ser eleito nos Estados Unidos.

– Eu não duvidei um segundo, sabendo que ele era gay, que seria o primeiro a fazer isso. Ele nunca quis aparecer, estar sob os holofotes, mas como ninguém levantou a mão, ele foi o primeiro a fazer isso. Estou orgulhoso dele e de chamá-lo de amigo – disse o político à agência de notícias AP, em referência ao fato do jogador ser o primeiro a assumir a homossexualidade na liga americana.

A tragédia que deixou três mortos e centenas de feridos na Maratona de Boston, no dia 15 de abril, teria sido outro fator motivador para a decisão de Jason Collins.

– Reforçou minha noção de que não poderia esperar que as circunstâncias fossem perfeitas para me assumir. As coisas podem mudar em um instante, então porque não viver verdadeiramente? – questionou o pivô nas redes sociais.

Na temporada 2012-2013 da NBA, Collins disputou 32 partidas pelo Boston Celtics. Mas durante a competição, foi negociado para o Washington Wizards, em troca do armador Jordan Crawford, em uma troca que também envolveu o brasileiro Leandrinho. Nos Wizards, Collins atuou seis vezes até o momento. Ele está em sua 12ª temporada na NBA e já passou por times como New Jersey Nets, Memphis Grizzlies, Minnesota Timberwolves, Atlanta Hawks.

Jason Collins, que contou ter namorado com mulheres, noivado e ter feito planos de casar e ter filhos, relatou ter recebido muito apoio, principalmente pela internet.

– Todo o suporte que recebi foi inspirador. Eu sabia que estava escolhendo a estrada menos viajada, mas não caminho sozinho – relatou no Twitter.

A primeira-dama Michelle Obama foi uma das pessoas célebres que mandaram mensagens para Jason Collins.

– Estou orgulhosa de você, Jason Collins! É um grande passo para nosso país! Estamos com você – comentou, via microblog.

O astro dos Los Angeles Lakers, Kobe Bryant, fez coro.

– Não sufoque quem você é por conta da ignorância dos outros – postou, seguido das palavras “coragem” e “apoio”.