CBF improvisa em uniforme para tampar nome de antigo parceiro

Por conta da rescisão de contrato com um de seus patrocinadores, a CBF precisou arrumar uma alternativa para o uniforme de treinos da seleção brasileira. Nesta quarta-feira, em Goiânia, um esparadrapo tampou o nome da empresa de alimentos que era parceira da entidade até a semana passada.

Com isso, todos os jogadores e membros da comissão técnica tiveram o uniforme descaracterizado. Na última segunda-feira, a CBF anunciou a parceria com outra empresa do ramo de alimentos, a BRF, concorrente da antiga parceira. Por conta disso, tal medida foi tomada pela confederação.

Logo do patrocinador antigo é tapada na camisa de treinos

A tendência é que a medida seja utilizada durante toda a Copa das Confederações, já que a fornecedora de material esportivo da CBF não teria tempo hábil para produzir novas camisas de treino para serem utilizadas pela equipe na preparação para os confrontos do torneio.

O confronto com a nova parceira foi sacramentado no fim do mês passado e vai até 2022. No treino desta quarta-feira, em Goiânia, placas de publicidades em volta do gramado já indicavam a chegada do novo patrocinador.

A seleção brasileira vai seguir para Brasília, local da estreia na Copa das Confederações, no próximo sábado, contra o Japão, na tarde desta quarta-feira. Os jogadores ficarão hospedados num hotel afastado do Centro da cidade.