De moleque do Sampaio à comentarista do povo

Um ícone do rádio brasileiro: Jorge Nunes.

Jorge Nunes chegou à Rádio Tupi em 2000, como comentarista da equipe de esportes e se tornou o comentarista do povo.

Vascaíno de coração e com expressões populares como: Ah moleque, não joga nada, tudo viado e sua mãe vai bem?. Foi marcado por sua alegria e irreverência no jeito de se comunicar.
E é com muita tristeza que a família Tupi comunica o falecimento desse super craque do rádio.
Que esse grande ser humano continue vivo dentro do coração de todas as pessoas que já o escutaram.
Jorge Nunes nos deixa para animar outras plateias, comunicar para novos ouvintes e encantar a todos no céu.

“O tempo regulamentar foi esgotado.

Na verdade, o verdadeiro e único juiz decidiu dar o apito final, e os refletores se apagaram para sempre.
O moleque que tanto brincava de bola e de viver lutou muito em campo…
Tentou resistir, tentou pedir uma prorrogação para virar o resultado da partida… mas o placar deste jogo já estava decidido pelo dono da bola, do campo e da vida… estava decidido por Deus!
A gente acaba de perder um grande craque da comunicação… um craque artista… um craque em brincar de viver…
A arquibancada que tanto sorriu com suas tiradas, com suas doces bobagens, neste momento chora…
Jorge Nunes, o nosso Jorginho, deixou o gramado sem um jogo de despedida…
Que Deus te ilumine e nos console da saudade e da grande falta que fará…
A gente sabia que te amava, só não sabia que te amava tanto assim, Ah Moleque… que saudade de você!”

Fonte: Revista Placar, Jornal dos Esportes, Jornal do Brasil, Jornal o globo, Tribuna de Minas e Arquivo Pessoal Márcio Guerra