Gás lacrimogêneo no campo paralisa vitória do Celta por quase meia hora

Uma bomba de gás lacrimogêneo lançada dentro de campo aos 39 minutos do segundo tempo do jogo entre Celta e Villarreal, no estádio El Madrigal, pela 24ª rodada do Campeonato Espanhol, logo depois do gol de Orellana, interrompeu a partida por cerca de 25 minutos. Com os olhos ardendo, os jogadores e o trio de arbitragem foram para o vestiário, e o sistema de som pediu para que o público se retirasse. Depois de dissipada a fumaça, os times voltaram a campo, e a equipe de Vigo ainda marcou mais um, de Nolito, selando a vitória por 2 a 0.

O Villarreal corre risco de sofrer uma punição da Federação Espanhola de Futebol. A sanção pode variar de multa de € 600 (cerca de R$ 1,9 mil) a € 30 mil (R$ 96 mil), com até quatro partidas sem público.

Envolto na fumaça, goleiro Jonathan Pereira chuta a bomba de gás lacrimogêneo para longe da área do Celta

Com os três pontos conquistados fora de casa, o Celta chegou aos 29, em 11º lugar. A derrota atrapalhou o Villarreal na disputa por uma vaga nas competições continentais da próxima temporada. Permaneceu somando 40 na classificação, em quinto lugar, primeira das duas posições que leva à Liga Europa.