Messi faz três e vira maior artilheiro do Barcelona em 7 a 0 sobre o Osasuña

Reescrever a história é uma tarefa corriqueira e prazerosa para Lionel Messi. Aos 26 anos, o craque argentino se consagrou neste domingo como o maior artilheiro de toda a história do Barcelona – incluindo amistosos. Ele marcou três vezes, chegou aos 371 gols e ultrapassou Paulino Alcántara, ajudando o Barça a atropelar o Osasuña, por 7 a 0, neste domingo, no Camp Nou, pela 28ª rodada do Campeonato Espanhol.

Os números chegam a ser assombrosos para a nova era do futebol. Messi, criado nas divisões de base do clube catalão, precisou de 452 jogos em dez anos para atingir tal marca. Dos 371 gols, 344 deles foram marcados em partidas oficiais – 27 em amistosos. Paulino, que defendeu o Barça entre 1912 e 1927, anotou os seus 369 gols (140 oficiais e 229 em amistosos) em 357 compromissos.

Lionel Messi se consagrou como o maior artilheiro da história do Barcelona

Após atingir o recorde, em meados do segundo tempo, Messi foi bastante festejado pelos companheiros. Abraços efusivos, aplausos e uma mensagem no telão congratularam o camisa 10, que aos poucos recupera o ritmo goleador após um 2013 abaixo da média por conta de lesões musculares. No Espanhol, ele soma 18 gols e só está atrás de Diego Costa (22) e Cristiano Ronaldo (25).

NEYMAR É BANCO

Neymar e Adriano ficaram no banco

Como o Barcelona não se resume apenas a Lionel Messi, os louros da vitória precisam ser repartidos. Andrés Iniesta foi um dos destaques da partida, com movimentação e um gol. O chileno Alexis Sánchez também deixou o dele e chegou aos 17 no torneio. Tello, que entrou no segundo tempo, anotou mais um, em bela jogada individual, antes de Pedro dar números finais após grande lance de Messi. Neymar, desta vez não saiu do banco de reservas, assim como o lateral Adriano – o lateral-direito Daniel Alves atuou durante os 90 minutos.

O resultado deixa o Barça a quatro pontos do arquirrival Real Madrid (70 a 66), líder e adversário no Superclássico do próximo domingo, no Santiago Bernabéu. O Atlético de Madrid de Diego Simeone é o intruso na história, com 67 pontos. O Osasuña, por sua vez, amarga a 15ª colocação, com 29 pontos – três acima do Almería, que estaria rebaixado se o campeonato terminasse neste domingo.

Iniesta parabeniza Messi por recorde: craque argentino soma 371 gols com a camisa do Barça