Neymar leva bola e pede autógrafos dos colegas: ‘Precisava de jogo assim’

Aconteceu o que faltava, tirando o mínimo de razão aos críticos que ainda insistiam em questioná-lo. Neymar desencantou na Liga dos Campeões. Não só fez o primeiro gol da vitória do Barcelona sobre o Celtic por 6 a 1, na última quarta-feira, no Camp Nou, como conseguiu um hat-trick. Só quatro jogadores na história do clube marcaram três vezes numa mesma partida no torneio: Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho, Eto’o e Messi, este em quatro jogos. Só que é o único no mundo a fazer isso na competição europeia e na Taça Libertadores. Levou a bola para casa, como é tradicional, e fez questão de compartilhar o feito com os companheiros.

– Precisava de um jogo assim. Espero que continue assim. Guardarei a bola e quero que meus companheiros autografem. Estou contente pelos três gols na Champions. Jogamos muito bem, o que é o que importa – afirmou Neymar ao site oficial do Barcelona.

Neymar beija a bola do jogo na saída de campo: autógrafos para guardar na sala de troféus

Com mais um feito no currículo, o brasileiro parece ter fechado com chave de ouro o ciclo da metade inicial da temporada na Europa. Fez gol em final, contra o Atlético de Madrid, no empate por 1 a 1 fora de casa que acabou garantindo o título da Supercopa da Espanha depois do 0 a 0 no Camp Nou. No clássico diante do principal rival, também deixou o seu e ainda deu assistência para Alexis Sánchez marcar na vitória por 2 a 1 sobre o Real Madrid. De quebra, é o segundo que mais dá assistências, com dez, atrás apenas de Fábregas.

Tanta eficiência rendeu elogios do treinador Tata Martino. O argentino disse que está impressionado com a entrega de Neymar ao jogo coletivo da equipe.

– Tem ido de vento em popa. Sair da ponta para o centro sempre necessita de alguns minutos de adaptação. Quando fez o gol, ganhou confiança e mostrou todo o seu repertório. E ainda deu passe para Pedro marcar. Sua capacidade de se comprometer, trabalhar para a equipe, insistir para recuperar a bola. É intenso e agressivo. Difícil encontrar isso em jogadores de sua categoria – elogiou Tata após o jogo à transmissão oficial da Uefa.

Os jornais catalães desta quinta-feira trataram de exaltar a atuação do craque. O “Mundo Deportivo” estampou em sua capa a manchete “Show Neymar”. O “Sport” classificou o brasileiro como “Genial”.