Torcida emociona ao cantar Hino Nacional, e parte protesta de costas

Muita emoção tomou conta do Castelão durante a execução do Hino Nacional
Brasileiro antes do começo da partida entre Brasil x México. Os torcedores
cantaram a plenos pulmões, mesmo depois de a música ter sido interrompida
por conta do protocolo da Fifa. Logo depois, os jogadores da Seleção se
reuniram numa roda do gramado.
O clima do protesto popular que tomou conta do país também esteve presente
quando alguns torcedores ficaram de costas para o campo durante a execução
do hino. A maioria, porém, se postou normalmente.

Alguns torcedores cantam Hino Nacional de costas durante a execução no
Castelão

Os jogadores ficaram abraçados durante a execução do hinol, o que já
acontecera na primeira partida, contra o Japão, em Brasília, na estreia da
Copa das Confederações.
Juninho Pernambucano, ex-jogador do Vasco e da seleção brasileira, que
hoje atua no New York Red Bulls, nos Estados Unidos, já havia se
manifestado favorável, na sua conta do Facebook, às manifestações populares
que têm acontecido nas ruas Brasil afora, e chegou a sugerir aos jogadores
da Seleção que cantassem o hino de costas para a bandeira.
No estádio, torcedores levaram cartazes favoráveis aos protestos que tomam
conta das ruas do Brasil. “Esse protesto não é contra a Seleção, mas sim
contra a corrupção! O Gigante acordou”, dizia um deles.

Torcedoras levam cartazes favoráveis ao protesto popular que toma conta do país