Tupi: Mau humor no dia do baixinho

romario foto

Companheiro? Romário não fala com jogadores na entrada em campo

O atacante Romário fez a festa das crianças que foram ao Estádio Municipal de Juiz de Fora para ver a partida entre Tupi, clube que o contratou na última segunda-feira, e Democrata. Porém, mesmo com o carinho recebido, o Baixinho não fez nenhuma questão de ser simpático com os pequenos torcedores que foram comemorar o Dia das Crianças perto do ídolo. O craque demonstrou impaciência e mau humor durante sua curta permanência no estádio, por cerca de uma hora. Mesmo assim, só em ver Romário de longe, alguns baixinhos já se deram por satisfeitos.

– Vim aqui para ver o Romário. Vê-lo jogar seria um presente, mas a CBF não deixou. Estou de mal com ela – disse Kaike Pacheco, de 8 anos, mostrando saber da situação do atacante, impedido de ser inscrito por ter se transferido fora do prazo determinado pela FIFA.

Romário chegou dois minutos antes do horário previsto para a bola rolar. O atacante foi ao vestiário e saiu de lá vestido com a camisa 11 do Tupi, com seu nome nas costas. Saudado pelos torcedores, o Baixinho atravessou o campo segurando a bandeira de Juiz de Fora, com os jogadores do time mineiro. Nenhum deles falou com o atacante.

Romário tirou a camisa, que foi oferecida a Augusto Costa, portador de necessidades especiais.

– Hoje é o dia mais feliz da minha vida – emocionou-se o Torcedor Solitário, apelido de Costa.

Sempre de óculos escuros, o Baixinho deu alguns autógrafos e se dirigiu em silêncio a um banco na beira do gramado. Perguntado se os torcedores mirins não mereciam pelo menos uma palavra no dia deles, Romário ignorou a pergunta e, consequentemente, aqueles que foram prestigiá-lo.

Durante os 45 minutos no estádio, o atacante trocou poucas palavras. No intervalo, Romário levantou e foi embora, da mesma forma como chegou: em silêncio, de cara fechada, como uma criança que não ganha presente em seu dia e faz bico para quem chega perto.

Festa

Depois de desapontar os fãs dentro de campo, à noite, Romário marcou presença no JF Folia (carnaval fora de época na cidade)