Wilson Fittipaldi

Wilson Fittialdi morreu aos 92 anos, na madrugada de segunda-feira, dia 11 de março de 2013. O patriarca da família Fittipaldi foi velado no fim desta tarde no Cemitério da Paz, em Morumbi, São Paulo. Ele era conhecido pelo apelido de Barão.

Filho de Wilson, Emerson agradeceu ao pai por ter apresentado o automobilismo a ele e contou como foi o último momento dos dois. Ele era avô de Cristian Fittipaldi e narrou, durante muito tempo, as corridas de Fórmula Um pelo rádio.

– Ontem (domingo) falei no ouvido do meu pai que linda família que ele formou. Foi nesse momento que ele abriu os olhos pela primeira vez desde que estava internado, era um sinal de amor – escreveu o bicampeão mundial de Fórmula 1.

Felipe Massa também comentou a perda do “Barão”, disse que é um “dia triste para o automobilismo” e desejou força à família.

– Um dia muito triste para o automobilismo hoje com a morte do Barão Wilson Fittipaldi. Muita força a toda família Fittipaldi, de coração. Descanse em paz, Barão. E muito obrigado por tudo o que você fez pelo automobilismo. Muita força aos irmãos.

Nelsinho Piquet também decretou luto pelo “nosso patriarca”. E o neto Christian Fittipaldi agradeceu ao avô pelo apoio ao esporte.

Wilson Fittipaldi morreu na madrugada no hospital Copa D’Or, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Ele estava internado no CTI desde 25 de  fevereiro e deu entrada com problemas respiratórios. O hospital não divulgou mais detalhes sobre a causa da morte a pedido da família. Wilson é pai dos ex-pilotos de Fórmula 1, Emerson, bicampeão mundial, e Wilsinho, e foi um dos principais pioneiros do automobilismo no Brasil.

“Barão”, como é conhecido, foi um dos grandes responsáveis pelos primeiros passos do esporte a motor no Brasil. Fundador da Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), apresentador de programas temáticos na TV e o primeiro narrador da modalidade no rádio brasileiro, ele teve na falecida mulher Juze, com quem foi casado por 63 anos, uma grande aliada para despertar nos filhos uma ligação tão forte com o esporte a motor.

Wilson Fittipaldi com seu filho, Emerson Fittipaldi

Fonte: Revista Placar, Jornal dos Esportes, Jornal do Brasil, Jornal o globo, Tribuna de Minas e Arquivo Pessoal Márcio Guerra