Bradesco Esportes FM muda grade, demite apresentadores e abre espaço para músicas

A partir desta segunda-feira, 25, a Bradesco Esportes FM de São Paulo (94,1) encara uma nova fase. A emissora, que nasceu há um ano e sete meses, deve abdicar de transmitir 24 horas de esportes e vai se render à programação musical. Sendo assim, apesar do nome do projeto, a direção deve separar aproximadamente oito horas dedicadas ao esporte, com o rock preenchendo a faixa musical.

Ricardo Capriotti, ex- âncora da Bradesco Esportes FM, com a diretora Renata Veneri no lançamento da emissora, em 17 de abril de 2012

Ainda não foi definida como ficará a retransmissão do futebol via Bandnews FM. A mais recente mudança da Bradesco Esportes FM atingiu a equipe da emissora, com a saída de mais seis profissionais. Na lista de dispensados estão o âncora Ricardo Capriotti, que seguirá na Rádio Bandeirantes, o narrador Ivan Zimmermann, que continuará no canal Bandsports, a âncora e repórter Camila Mamede e o ex-tenista Flávio Sareta.

Anteriormente, já haviam deixado o projeto: Sérgio Patrick (idealizador do projeto e âncora), Erich Beting (comentarista e coordenador), Tatiana Ferraz (âncora), Juliana Vaz (produtora), Alex Muller (âncora), Fernando Camargo (narrador e âncora), Paulo Galvão (âncora), Alex Muller (âncora), Alexandre Praetzel, Fábio Piperno e Antônio Petrin (comentaristas), Marina Valseck (ex-âncora, que segue como voz padrão da emissora), Hugo Botelho (narrador), Vanderlei Lima (repórter) e Ivan Bruno (âncora, repórter e narrador).

Voltada para divulgação de todas as modalidades esportivas, a emissora, cujo naming rigthts pertence ao Banco Bradesco, é um projeto do Grupo Bandeirantes de Comunicação em parceria com o mineiro Bel (detentor das concessões). O contrato vigente tem validade até 2016, Ano das Olimpíadas do Rio de Janeiro.

(*) Jornalista. Editor do blog Cheni no Campo, apresentador e comentarista da RIT TV, comentarista esportivo do Portal Terra e colunista de esportes da Nossa Rádio FM. Com mais de 20 anos de atuação na cobertura esportiva, soma passagens por emissoras de rádio de Mato Grosso e Capivari (SP). Em São Paulo, trabalhou nas rádios Record, Capital, Globo e CBN e nas TVs Sky e Rede Brasil. Foi editor-chefe do extinto jornal O Fiel.